Home / Tratamentos ORM / Peeling

Peeling

O Peeling é uma das técnicas de clareamento da pele, sendo um procedimento de medicina estética capaz de promover a renovação celular, de forma progressiva, estimulando a regeneração natural dos tecidos. O Peeling pode ser a laser ou químico, sendo capaz de estimular a produção de colágeno e elastina, grandes responsáveis pela regeneração celular.

Indicações

As pessoas de peles mais claras e finas reagem bem a todos os tipos de Peeling e podem apostar até em opções mais radicais. As morenas pedem maior cuidado, pois podem ficar manchadas, com cicatrizes e até com hipocromia – diferença de cor da região onde foi realizado o Peeling. A pessoa pode ficar com a cor do rosto mais clara que a do pescoço. Nesse caso, a indicação é o Peeling superficial, com princípios ativos em concentrações mais baixas.

Cuidados depois do Peeling

O pós Peeling requer cuidados, já que a pele nova é sensível e delicada. Evite a exposição solar e use um filtro com fator de proteção pelo menos FPS= 30, para evitar manchas causadas pelos raios ultravioletas. Evite, também, arrancar as crostas ou peles que se desprendem durante o processo de descamação, porque pode irritar, machucar e até causar marcas. Use spray de água termal ou cremes hidratantes que proporcionam conforto à pele. Cremes de corticóide também diminuem a inflamação e ajudam a minimizar o desconforto, mas só com orientação médica. Os Peelings exigem sempre o acompanhamento de um dermatologista.

Tipos de Peeling

[line]

Peelings Superficiais

Os Peeling Superficiais, também chamados de seriado, são realizados em etapas, para evitar o desconforto do ardor e da descamação. Pela sua simplicidade, ficaram conhecidos como “Peeling da Hora do Almoço”. Isso porque é possível voltar ao trabalho depois do procedimento, como se nada tivesse acontecido, já que as concentrações dos princípios ativos são mais baixas e podem variar de 1% a 30%, dependendo da espessura da pele.
Os Peelings Superficiais são eficazes no tratamento de melasma, acne, rugas finas e fotoenvelhecimento, se aplicadas em até cinco sessões, com intervalos de 10 a 15 dias.
Depois das primeiras aplicações, já se consegue notar a diferença na pele, mas o resultado final só aparece depois de três meses.

Tipos de ácido

Ácido málico: alfa-hidroxiácido extraído de frutas como maçã, pera e as cítricas. Essa substância promove a renovação celular suave com efeitos hidratantes, antioxidantes e adstringentes. Dentro dessa tendência, existe um peeling com aminoácidos de frutas acidificadas com vitamina C, que apresenta resultados em quatro sessões. Esse peeling ainda contribui para a retenção da umidade na pele, além de atenuar as linhas finas.

Ácido retinóico: é aplicado em concentrações de até 20% (antigamente era utilizado em até 8%). É um ácido antigo que voltou a ter destaque por causa da segurança e eficácia, sendo preferível ser utilizado de maneira isolada, com uma concentração mais alta, do que se submeter ao desconforto e aos riscos de um Peeling médio ou profundo. O ácido retinóico afina a camada córnea da pele, aumenta o fluxo sanguíneo e estimula a renovação do colágeno.

Ácido lactobiônico: é derivado do leite, sendo outra opção antiga que ganhou sofisticação. A nova fórmula tem moléculas maiores que penetram lentamente na pele, evitando o desconforto da ardência ou do ressecamento, cicatrizando a acne e clareando manchas. O Peeling deve ser aplicado uma vez por semana, num total de seis a 10 sessões, dependendo do tipo de pele. É importante lembrar que, apesar dos Peelings superficiais serem mais suaves, o uso de filtro solar é indispensável.

Peelings Clareadores

Os Peelings clareadores são capazes de eliminar as manchas causadas pelo sol e o envelhecimento. Eles são diferentes de outros tipos de Peelings, pois agem especificamente na inibição da melanina – células que dão cor à pele. Tais métodos tornaram-se mais suaves e sofisticados porque associam substâncias que permitem uma maior penetração sem causar desconforto ao paciente.
O tratamento é indicado para melasma, fotoenvelhecimento e hipercromias pós-inflamatórias (pós-acne, laser, escoriações, picadas), já que os Peelings agressivos podem piorar as manchas, principalmente em peles morenas.
A substância é aplicada no consultório, fica na pele por cerca de oito horas e só é retirada em casa, com água morna e sabão. A pele pode ficar avermelhada e descamar nos primeiros dias, mas, após uma semana, torna-se clara e rejuvenescida. Esse Peeling é feito em quatro sessões, com intervalos de dez dias.

Peelings Naturais

Os Peelings Naturais são aqueles que utilizam ingredientes naturais para promover a renovação celular sem agredir a pele. Eles também podem ser suaves e superficiais. Contudo, não são tão eficazes quanto os realizados com ácidos. Mesmo assim são boas opções para quem não sofre com rugas, acnes ou manchas severas, querendo apenas melhorar a aparência.

Tipos de Peeling Naturais

Rolling de mel: é um Peeling feito à base de vitaminas A, B1, B6, C e K, além de proteínas e minerais. O mel funciona como um antibiótico natural que higieniza profundamente a pele. Outra vantagem é que o ativo é rico em substâncias emolientes e antioxidantes, que conferem hidratação e efeito clareador imediato.
O Rolling pode ser aplicado na pele até duas vezes por semana, em consultório, e não é fotossensível. O produto é espalhado em todo o rosto e friccionado até criar grânulos que removem a camada superficial de células mortas. Funciona como se fosse uma esfoliação mecânica, mas com a vantagem da penetração dos ativos na pele.
É indicado para peles sensíveis, que não suportam a ação de ácidos ou substâncias irritantes. O tratamento tem duração de 30 minutos. Vale lembrar que os locais com cicatriz de acne, rugas mais acentuadas ou manchas severas recebem uma massagem mais vigorosa.

Licorice: é um Peeling feito com uma planta chamada Licorice Acqua, tem ação clareadora e não causa ardência nem descamação. A pele fica uniforme e livre de manchas superficiais em quatro sessões.

Peelings Radicais

Os Peelings médios e profundos são considerados Peelings Radicais, pois atingem a camada mais profunda da pele, a derme, e exigem cuidados especiais, principalmente com a exposição solar. A pele fica sensível, vermelha e com crostas escuras que demoram até uma semana para serem eliminadas. Aqui, a concentração dos ácidos é mais alta e está associada ou não com Laser ou Leds.

Tipos de Peeling Radicais

PDT (Terapia Fotodinâmica): é uma das técnicas uma das mais procuradas nos consultórios de dermatologia. Inicialmente, era utilizada apenas para tratamento de câncer de pele não melanoma. Atualmente, a PDT é utilizada com sucesso para tratamento de acne resistente ou em pacientes que não podem utilizar Roacutan®.
Os ácidos especiais, que podem ser o Ala® ou Metvix®, são aplicados em toda a pele da face, colo, mãos e braços. Durante três horas, a pele deve ser protegida da luz, através de uma máscara de papel de alumínio. Em seguida, irradia-se com luz vermelha ou azul especiais. Durante a aplicação, existe uma sensação de ardência. Já nos dias subsequentes, há vermelhidão, descamação e crostas. A exposição solar está proibida nas primeiras 48 horas.
A PDT também promove excelentes resultados em rejuvenescimento de peles danificadas pelo sol. Além disso, mesmo sendo considerado um Peeling profundo, tem um tempo menor de recuperação e o número de aplicações reduzido. A vermelhidão e as crostas permanecem na pele somente por uma semana, e não um mês, como em outros tratamentos similares.
São indicadas, no mínimo, três sessões para manchas, queratoses, acne e rugas, com intervalos de um mês.

Fraxel® Laser: há anos estamos utilizando o Resurfacing Fracionado (Fraxel®Laser), que é a mais moderna forma de peeling a Laser. É indicado para o rejuvenescimento facial e de qualquer área do corpo, estrias, cicatrizes de acne e melasma.
A recuperação é fácil, sendo que a pele se torna avermelhada, no máximo, por 30 a 48 horas. Não descama e não há curativos. O ideal é que sejam aplicadas de quatro a cinco sessões, espaçadas entre duas a quatro semanas de intervalo.

Cinderela: esse tipo de Peeling é ideal para ser realizado antes de uma festa, já que melhora o aspecto da pele sem deixá-la vermelha ou descamada.

Peelings Mecânicos

Os Peelings Mecânicos de abrasão são aqueles não causam alergias ou infecções e podem ser realizados até em gestantes. São Peelings que não deixam a pele marcada após o tratamento, sendo a técnica de Microdermoabrasão de diamantes a mais preferida. A técnica, chamada de Peeling de Cristal, promove um suave lixamento da pele com cristais de óxido de alumínio.
O Peeling de Cristal pode ser realizado na hora do almoço e a volta ao trabalho não é prejudicada. A pele fica vermelha nos primeiros cinco minutos e, em seguida, já é possível ver os resultados: pele iluminada e macia.

Leia Também

[line]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *