Home / Tratamentos ORM / Câncer de pele

Câncer de pele

A pele é o maior órgão do corpo humano, protegendo-o contra o calor, a luz e as infecções. Ela é também responsável pela regulação da temperatura do corpo, bem como pela reserva de água, vitamina D e gordura, dentre outras funções.

Assim, é extremamente importante o cuidado com esse órgão tão importante, já que se encontra em contato direto com o ambiente. Atitudes simples, como uso do protetor solar e exposição ao sol em horários adequados fazem muita diferença no cotidiano da população.

Depois dos 40 anos, quase todas as mulheres têm pintas na pele. Portanto, é importante saber quando é preciso procurar um médico:

• Uma ferida que não cicatriza em três semanas ou um carocinho, íntegro ou cheio de úlceras, rosado ou translúcido, pode ser sinal de Carcinoma Basocelular. Tipo mais comum de câncer de pele, ele se manifesta em áreas do corpo expostas ao sol.

• Um nódulo cheio de úlceras e crostas que aparece após os 50 anos, com freqüência no rosto, sobretudo no lábio inferior, na orelha e no couro cabeludo (nos calvos), indica Carcinoma Espinocelular. A doença se desenvolve a partir de manchas decorrentes de exposição ao sol, queimaduras e cicatrizes. Além da remoção, pode exigir quimioterapia e radioterapia.

• O melanoma, tipo mais agressivo de câncer de pele, surge a partir de uma pinta, que começa a crescer, sangrar, coçar, adquire coloração negra ou azul ou fica rodeada de pintinhas. Nasce em qualquer parte do corpo e pode ser desencadeado por sucessivas queimaduras solares e traumatismos repetidos, como os sofridos pelo atrito com o sutiã. O tratamento prevê cirurgia, radioterapia, quimioterapia e deve ser iniciado logo, pois é grande o risco de o câncer se espalhar.

Regra do A B C D

Assimetria – Os nevos comuns são redondos e simétricos. Algumas formas iniciais de melanoma são assimétricas, ou seja, uma linha traçada no meio não irá criar metades comparáveis.

Bordas – Os nevos apresentam as bordas regulares, enquanto os melanomas apresentam irregularidades com saliências e reentrâncias.

Cor – Os nevos comuns geralmente apresentam cor na mesma tonalidade. Os melanomas normalmente apresentam variação de tons (1º sinal do melanoma).

Diâmetro – Os nevos comuns normalmente não ultrapassam 6 mm de diâmetro. Melanomas iniciais tendem a ser maiores.

Vale lembrar que o método mais atual para o tratamento de câncer de pele é a Terapia Fotodinâmica.

Leia Também

[line]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *