Home / ORM News / Livre-se do hábito de roer unhas

Livre-se do hábito de roer unhas

Quando a mania de roer unhas se transforma em um vício e a pessoa se sente constrangida ao exibir mãos com unhas roídas, é hora de procurar ajuda. Roer unhas é um hábito que começa na infância e pode se tornar crônico na vida adulta. Ele acontece geralmente em momentos de ansiedade e, por isso, pode ser tratado com o auxilio de um profissional da Psicologia.

Contudo, como os efeitos do ato de roer as unhas podem ser devastadores nas mãos, dermatologistas também devem ser procurados. Isso porque unhas roídas constantemente podem causar doenças crônicas, com infecção da pele ao redor das unhas. Além disso, a mania também dificulta o crescimento das unhas e modifica seu formato.

De acordo com o médico Dr. Otávio Macedo, a pessoa que possui o vício de roer as unhas deve procurar um dermatologista quando perceber que o ato passou a afetar seu convívio social. “Às vezes o ato faz com que surjam lesões nos dedos que podem infeccionar”, colocou o médico, alertando sobre a necessidade de se procurar ajuda profissional.

Ainda segundo o dermatologista, entre os tratamentos que buscam resolver o problema, além da terapia, estão o constante uso de esmaltes com substâncias de sabor desagradável. “Assim, a pessoa ficará desestimulada a realizar o repetitivo ato de roer as unhas”, finalizou.

Veja Também

Dr. Otavio Macedo esclarece que clima, estilo de vida e tipo de cabelo e couro cabeludo definem a frequência ideal das lavagens em Matéria da BBC Brasil

Em Matéria da BBC Brasil, Dr. Otavio Macedo da Orientações sobre frequência de lavagem para cada tipo de cabelo e couro cabeludo

O cantor da banda de pop Take That Gary Barlow revelou no Twitter que lavou o cabelo nesta semana pela primeira vez em 14 anos.