Home / ORM News / Gelo contra a gordura
Gelo contra a gordura - Criolipólise - Clínica Otávio Macedo

Gelo contra a gordura

O desenvolvimento de tecnologias inovadoras para destruir a gordura localizada sem a cirurgia da lipoaspiração carreia milhões de investimento. Na última semana, a mais recente invenção com essa finalidade chegou a alguns dos consultórios mais estrelados do Brasil: um aparelho que usa o resfriamento controlado para congelar a gordura sob a pele e dar fim a ela. É a chamada criolipólise. O Coolsculpting é fabricado pela Zeltiq Aesthetics, companhia sediada na Califórnia (EUA), e foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária em novembro do ano passado.

Em uso desde 2009 nos Estados Unidos, o Coolsculpting é alvo de um marketing intenso na mídia americana. É o mais novo de um arsenal de máquinas que competem pela preferência de um consumidor que paga caro para diminuir em alguns centímetros a gordura da silhueta. Ele disputa espaço com o UltraShape (que recorre às ondas de ultrassom), o Reaction (radiofrequência) e o Zerona, um laser de baixa potência disponível apenas nos EUA e com resultados duvidosos.

Depois de sugar a pele da região a ser tratada como um poderoso aspirador (nessa fase há um pouco de dor), o Coolsculpting promove um resfriamento rápido, baixando a temperatura da área a quatro graus centígrados. Aí, a dor desaparece. A sessão dura 60 minutos. “O resfriamento é feito de forma agressiva o suficiente para iniciar um processo de morte das células de gordura que levará, em média, dois meses para ser concluído”, explica o dermatologista Otávio Roberti Macedo, de São Paulo, um dos primeiros a adquirir o aparelho.

A dermatologista Roberta Bibas, do Rio de Janeiro, confia nas pesquisas que documentam a eficiência do aparelho. “São estudos sólidos e mostram que é necessário selecionar os pacientes: o método é indicado para pessoas que estão no peso certo mas têm gordura localizada”, afirma. Segundo a dermatologista Valéria Campos, de Jundiaí (SP), as pesquisas apresentadas no congresso da Academia Americana de Dermatologia indicam redução de até três centímetros no abdome. “É um ótimo resultado.”

Os trabalhos também mostram que a quebra das células de gordura e sua eliminação pelo sistema linfático e pelo fígado não elevam a quantidade de gorduras no sangue. A pedido de ISTOÉ, o cientista Raul Dias dos Santos, diretor da Unidade de Dislipidemias do Instituto do Coração de São Paulo, avaliou esses estudos. “Aparentemente não há maiores alterações das gorduras no sangue (colesterol, triglicérides) após a criolipólise em pessoas com discreto aumento de gordura subcutânea. Mas um número maior de pessoas deve ser estudado”, afirma o pesquisador. O cuidado é fazer a segunda aplicação do Coolsculpting só depois de dois meses. “Não adianta acelerar o processo”, diz Valéria Campos.

Fonte: IstoÉ Medicina & Bem-Estar

Veja Também

Dr. Otavio Macedo esclarece que clima, estilo de vida e tipo de cabelo e couro cabeludo definem a frequência ideal das lavagens em Matéria da BBC Brasil

Em Matéria da BBC Brasil, Dr. Otavio Macedo da Orientações sobre frequência de lavagem para cada tipo de cabelo e couro cabeludo

O cantor da banda de pop Take That Gary Barlow revelou no Twitter que lavou o cabelo nesta semana pela primeira vez em 14 anos.

9 comments

  1. Marilene Deggerone

    Assisti a entrevista com Gabriel Chalita, e gostei muito …acgei interessante a criolipolise…sou esteticista e gostaria de saber de este procedimento estara liberado para o uso em estetica…ou se é so na area medica..
    Paraabenizo ao Dr, Otávio pela excelente entrevista,,,

    • A Criolipólise (ou CoolScupting) é uma grande novidade no Brasil e já sucesso absoluto em outros países. A aplicação deve ser  feita por médicos habilitados em manusear o aparelho. Os médicos passam por um curso teórico e um treinamento prático dado pela empresa Zeltiq, responsável pelo aparelho.

      Equipe ORM

  2. Lucinéia do Firmamento

    Achei muito interessante esse procedimento, só gostaria de saber , pois tenho queixo duplo. pode ser feito no gogó?

    • A Criolipólise pode ser feita apenas no abdômen, flancos (gordura localizada nas laterais do abdomen – ´pneus´) e costas. Por enquanto não existem estudos feitos com o aparelho em outras partes do corpo.

      Equipe ORM

  3. gostaria de saber quanto custa esse tratamento e como devo proceder para faze-lo?

  4. Jéssica Thayna Alvarenga

    Gostaria de saber mais sobre o Coolsculping, esse tratamento de gelo, achei super interessante pois eu estou no meu peso certo, tenho um corpo otimo, mais depois que engravidei não consigo perder minha barriga, gostaria de saber os custos desse tratamento, quanto tempo dura, pra ver se compensa eu ir ate ai pra fazer, e os resultados são realmente bons? Quero uma coisa satisfatoria pra não precisar de fazer cirurgias. Obrigada pela atenção

    • Na parte de tratamentos aqui do nosso site você encontra informações sobre o Zeltiq, equipamento usado no Coolsculpting. Lá você também pode encontrar um vídeo em que o Dr. Otávio Macedo explica de maneira bem objetiva o funcionamento da técnica Criolipólise.

      Também pode tirar suas dúvidas através do e-mail relacionamento@derme.com.br ou através dos nossos telefones (11) 3060-6666 (ORM São Paulo) e (12) 3922-0092 (ORM São José dos Campos).

      Equipe ORM

  5. Ola Ola…
    o tratamento funciona mesmo…. experiência própria… eu recomendo.