Home / Entrevistas / Dermatologista Dr. Otávio Macedo esclarece dúvidas e desvenda mitos sobre a acne
Dermatologista Dr. Otávio Macedo esclarece dúvidas e desvenda mitos sobre a acne

Dermatologista Dr. Otávio Macedo esclarece dúvidas e desvenda mitos sobre a acne

Você sabia que a acne é a doença mais comum entre os brasileiros? Cerca de 24 milhões de pessoas no nosso país sofrem com esse problema. No Mais Você desta quinta-feira (29), Ana Maria comenta que, segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, mais da metade da população sofre com as indesejáveis espinhas e cravos.

Quem não tem, não pode imaginar o drama que isso pode trazer, principalmente na vida de adolescentes que ficam com baixa autoestima e alguns até sofrem depressão, como é o caso do jovem Wesley Monteiro que passou três anos sem sair de casa. “Eu não queria ver ninguém. Em alguns momentos até pensei em tirar minha própria vida”, contou o rapaz.

O dermatologista Otávio Macedo, convidado do café da manhã com Ana Maria, faz um alerta aos brasileiros que vão viajar ao exterior e trazem cosméticos internacionais. “A pele de 80% das brasileiras é oleosa, diferente de países europeus. É preciso comprar produtos com oil-free, gel ou serum. Elas acabam trazendo cosméticos internacionais e acnes também”, atesta.

O dermatologista esclarece alguns mitos sobre acne:

– Não existe comprovação científica de que a alimentação influencie na acne;
– Bloqueador solar pode causar acne. Quem tem, deve optar por fórmulas em gel ou com toque matificante;
– Quando os cravos e espinhas surgirem, já é o momento de procurar um dermatologista, independente da idade;
– Acne é heriditária;
– Acne não é sujeira, por isso, não há necessidade de lavar tantas vezes por dia; e
– O sol não resolve o problema.

Existem tratamentos que curam e até fazem a recuperação da pele. Um laser faz a sucção que limpa os poros e as bactérias. Feito isso, um peeling recupera a camada da pele. E, também existe uma substância chamada isotretinoína que é indicada para quem tem acne e é disponibilizada no SUS. O médico explica: “Esse medicamento existe há mais de 30 anos. É uma medicação bastante completa, mas que precisa de um acompanhamento dermatológico porque, por exemplo, mulheres grávidas não podem usar”.

Fonte: Gshow

Confira aqui a entrevista completa!

Veja Também

Dr. Otávio Macedo fala sobre Depilação a Laser com Depilrobot no Programa Bem Estar do Rede Globo

Depilação a laser robótica pode promover resultado mais rápido com menos dor

A depilação a laser evoluiu: agora essa tecnologia ganhou a ajuda de um robô, que …